sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Cientista político não é político...começando do começo...

Aos 18 anos passei no vestibular para Ciência Política na Universidade de Brasília (UnB).
Que orgulho da mamãe...mas..."o que você vai fazer mesmo? CiênciaS PolíticaS!?" Nãaaaooooooo !!! Não é no plural!
"Ah, vc vai ser política???"Acho que não tenho "carisma"!
"Entao, pra que serve isso?"
7 anos depois, ainda me pergunto! Prestes a terminar o mestrado "nisso"(é...não conformada em fazer apenas a graduação, estou me especializando "nisso"...), ainda tenho alguns questionamentos sobre o que fazer com tanto conhecimento (?), pois a "sabedoria"carrega consigo responsabilidades...estou preparada?
Outro dia, uma menina de 16/17 anos conhecida do meu primo estava em dúvida sobre que carreira seguir, que opção marcar no vestibular.
Ela quis saber o que fazia um cientista político/social. Entre questões específicas sobre áreas de atuação e o trabalho em si, escrevi para ela o seguinte:
Para trabalhar na área de ciências sociais, é necessário ser uma pessoa questionadora, observadora e que tenha vontade de "decifrar"o mundo em que vivemos, o porquê dos atores sociais (Governo, Estado, Igreja, Sociedade Civil, políticos....) agirem da maneira que agem.
Fiquei feliz pq deu certo, a menina se decidiu: consegui trazer mais um pra "isso"!!!!!

Nenhum comentário: